Blog para a comunidade budista virtual em língua portuguesa.

Sandokai – A Identidade do Relativo e do Absoluto

hokusai_hoteiO espírito do grande sábio da Índia é intimamente transmitido de Oeste a Este. Entre os seres humanos existem sábios e tolos mas na Via não há patriarcas que sejam do Norte ou do Sul. A fonte subtil é clara e luminosa/brilhante, os afluentes correm através da escuridão. Apegar-se às coisas é ilusório, encontrar o absoluto não é ainda a iluminação. Todos e cada um, as esferas subjectiva e objectiva, estão relacionados e ao mesmo tempo independentes. Estão relacionados mas trabalham de modo diferente, cada um mantém o seu próprio lugar. A forma faz diferentes o carácter e a aparência, os sons distinguem o conforto e o desconforto. A obscuridade faz as palavras iguais, a luz distingue as frases boas e más. Os quatro elementos retornam à sua natureza tal como uma criança para a sua mãe. O fogo é quente, o vento move-se, a água é liquida, a terra sólida. Os olhos vêem, os ouvidos ouvem, o nariz cheira, a língua saboreia o salgado e o doce. Cada um é independente do outro como folhas nascidas da mesma raiz, causa e efeito devem regressar à grande realidade. As palavras alto e baixo são usadas de modo relativo. Na luz existe a escuridão mas não tentes compreender essa escuridão, na escuridão existe a luz mas não procures essa luz. Luz e escuridão formam um par, como o pé adiante e o pé atrás em andamento. Cada coisa tem o seu valor intrínseco e está relacionada a tudo o resto em posição e função. O relativo e o absoluto ajustam-se como uma caixa e a sua tampa. O absoluto funciona em conjunto com o relativo como duas flechas que se encontram em pleno ar. Ao ler as palavras deves perceber a grande realidade. Não julgues por quaisquer critérios. Se não vês o caminho não o vês mesmo ao andares por ele. Quando percorres a Via não estás perto nem longe. Se andas iludido estás afastado de rios e montanhas. Digo respeitosamente aos que querem a iluminação, não desperdicem o tempo de dia ou de noite.

Sekito Kisen (700-790)

Tradução de Margarida Cardoso

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: